O caminho certo para selecionar um aparelho auditivo

Existem algumas razões diferentes para causar a perda de audição. Além disso, existem vários tipos diferentes de aparelhos auditivos para melhorar a perda de audição auditiva ou nos levar de volta à audiência.

Os aparelhos auditivos têm um microfone para capturar som, um amplificador para aumentar o som e um receptor que envia o som para o canal auditivo. Nas modernas ajudas digitais, os microfones transmitem o som para um chip de computador, que ajusta o volume e amplifica as freqüências sonoras necessárias para melhorar sua audição. (Auxílios analógicos, que são menos comuns e menos complexos que os auxiliares digitais, amplificam todos os sons).

Um profissional de audição pode programar uma ajuda digital para filtrar o vento e outros ruídos de fundo, e geralmente pode combinar seu padrão de perda auditiva específica. Alguns modelos de gama alta podem sincronizar sem fio com seu telefone inteligente, permitindo que você receba chamadas, transmita áudio e até ajuste as configurações de sua ajuda através de um aplicativo em seu telefone.

O aparelho auditivo certo para você depende de vários fatores, incluindo o tipo e gravidade de sua perda auditiva, seu estilo de vida e sua destreza manual. No entanto, um aparelho auditivo que uma pessoa gosta pode não impressionar outra pessoa, mesmo que ambos tenham audiogramas quase idênticos, um teste auditivo que também mede o grau de perda auditiva.

E mesmo dentro da mesma marca, como o Great-ear, Siemens, NewEar, Phonak, Oticon, Starkey e Beltone, pode haver várias versões de um determinado modelo. Esse tipo de variação faz com que a comparação de modelos e marcas de aparelhos auditivos seja muito desafiadora.

Além disso, é importante ter expectativas realistas. A maioria dos aparelhos auditivos nunca removerá completamente o ruído de fundo e permitirá que você ouça apenas a pessoa (ou as pessoas) falando. "Isso vai levar as pessoas de volta à audiência, mas por causa da maneira como processamos o som, não os trará de volta à audiência normal", diz um especialista.